pineappleribbon (pineappleribbon) wrote,
pineappleribbon
pineappleribbon

  • Mood:
  • Music:

Prompt - sick

Título: Prompt- sick
Fandom: AKB48/Yamapi
Personagens: Mayupi / Mayu Watanabe e Tomohisa Yamashita
Gênero: Fluffy
Classificação: PG
Sinopse: Takamina manda Yamapi para cuidar de uma Mayuyu doente.

Meu pairing perfeito e flop de novo haha. Agradecendo à lady_nymus por ser uma #killjoy e ter me dito sempre para escrever.

O último akbingo não foi bom para Mayuyu (não que sempre seja bom, na verdade). Ela errou a pergunta e levou um banho de água. Fria. Eles não podiam nem colocar morna? Tá certo que era verão, e eles entregaram uma toalha quando acabou. Mas durante isso, estava se sentindo um pinguim e cada brisa que visitava o set a fazia congelar. Claro que a sua cara estava branca e meio rabugenta. Mariko disse que ela estava mandando todos para um lugar, mas no há nada que comprove. Ela pode parecer um cg, mas também é humana.
"Se eu fosse um cg eu não estaria com frio e prestes a espirrar..."
Segurou o espirro o resto do programa inteiro como a impecável idol que é.
A gravação acabou e sentiu alívio quando foi para os bastidores se enxugar e trocar de roupa. Mas não durou muito já que no meio do caminho começou a ficar cansada. Yukirin e Takamina a viram e perguntaram se ela estava bem. Parecia um pouco pálida.
"Tudo bem, só estou cansada." respondeu com o máximo de ânimo possível.
"Tem certeza? Todas vão demorar pra ficar prontas, você aguenta esperar e ir à van?" Yukirin estava preocupada.
"Aguento, eu... Atchim!" esse espirro veio como se estivesse tirando sua energia. Droga de espirro.
"Acho melhor você ir de táxi. Eu vou com você." Takamina disse.
"Não, está tudo bem, eu... Atchim! Eu preciso discutir uma coisa com o diretor."
"Mayu você vai com a Takamina e se eu ouvir mais um espirro eu cancelo meu compromisso e vou junto."
Mayu piscou duas vezes enquanto olhava as amigas.
"Eu disse que a Yukirin brava era assustadora." Fez uma careta.
"O-oi! Só não retruco porque você está mal."
Takamina riu.
As duas foram de táxi depois que se arrumaram e despediram de todos. Mayu se sentia muito cansada e Takamina notou isso quando a mais nova deitou a cabeça no seu ombro.
Depois de alguns minutos uma música que lembrava as de anime se espalhou pelo ambiente. Takamina a reconheceu como sendo do celular de Mayuyu (lógico) e o pegou no bolso da garota dormindo.
Tinha uma mensagem de um contato chamado 'Tomohisa', dizendo que a gravação de um programa havia terminado mais cedo e que eles poderiam sair. Com muitos emotions, Takamina notou.
Ela já sabia do namoro dos dois e até mesmo muito tempo antes, que Mayu gostava do cantor. Quando pôde ela sempre a ajudou a chegar perto de Yamapi. Acha divertido. E como ela tem total controle dessa situação, não viu problema em fazer mais.
"Takamina aqui! *^^*) Mayuyu está resfriada, e eu estou a levando pra casa. Mas não poderei ficar lá cuidando dela. Seria bom se quiser lhe fazer companhia em meu lugar (´_`。)"
Claro que ela sabia que só de falar que Mayu está resfriada, ele faria questão de mover o mundo pra ficar com ela. Mas um empurrão é sempre bom pra garantir.
Um minuto depois veio uma resposta.
"Resfriada? Ela está bem? Precisa de remédios? Estou indo pra casa dela agora! Obrigado por avisar Takamina-san!!!"
Takamina riu. Com certeza Mayuyu melhorará bem rápido com seu Yamapi cuidando dela.
Ela estava preocupada com a mais nova e sempre olhava a janela pra ver se já estavam chegando.

Mayu acordou se sentindo cansada e com todos os males de uma gripe. Mas também com algo refrescante na testa. Foi tocar e era uma toalha. Também tinha um umidificador em seu quarto, que não se lembrava de ter colocado lá.
Se sentia confusa pois a última coisa que lembrava foi de ter chegado em casa com Takamina.
Poucos minutos depois sua porta se abriu revelando um Yamapi preocupado. Que a deixou com olhos arregalados.
"Tomohisa?" seu tom de voz saiu mais alto, mas sentiu sua garganta doer.
"Você acordou! Se sente melhor?" deu um sorriso.
"Ah. Hm. Acho que..."
"Deixe-me ver sua temperatura."
A interrompeu e se sentou na cama, onde Mayu já estava sentada. Yamapi encostou o torso da mão em sua testa, depois na dela. E a mais nova sentiu seu rosto ficar mais quente com o toque, não por causa da febre.
É, Mayu não conseguia respirar.
"Quente!" gritou preocupado. Yamapi colocou as palmas de suas mãos nas bochechas de Mayu e a sentiu inclinar sua cabeça no toque. Ele riu.
"Eu preciso saber sua temperatura real Mayuyu!"
"M-mas essa é minha temperatura real." cruzou os braços.
Yamapi não parava de rir.
"Certo, tirando essas suas bochechas rosadas eu acho que sua temperatura diminui desde ontem."
Mayu não sabia o que fazer, como todas as vezes que está com Yamapi. E só cobriu o rosto com as mãos, irritada.
"Você precisa tomar a medicação e comer um pouco."
Lentamente ela abaixou as mãos quando conseguiu se acalmar.
"Tomohisa... Mas, por que veio e como soube que eu estava doente e onde foi a Takamina e..." Arregalou os olhos. "Qual medicação?"
"Takamina-san me enviou uma mensagem falando que você estava doente. Ela te trouxe e então eu vim. Tinha te mandado uma mensagem convidando para sair."
Mayu estava com a boca aberta para falar, mas Yamapi interrompeu novamente.
"E eu estou aqui porque..." Aproximou-se da garota. "Tenho que cuidar de você." E deu um beijo em sua testa, deixando-a novamente silenciada e com olhos arregalados. Ele estava com aquele sorriso que sempre dá quando faz algo que o deixa com vergonha. Isso sempre fazia seu peito doer. Na falta de outra palavra.
"Hm....!" Ela cobriu o rosto de novo. Não conseguia parar de pensar no quanto o mais velho é adorável.
Yamapi sorriu de novo e tocou as mãos de Mayuyu para tirá-las de seu rosto, colocando-as nas coxas da garota. "Eu vou pegar a medicação. Não pense que vai escapar."
Mayu observou Yamapi sair de seu quarto e deitou, puxando o cobertor até cabeça. Não é que ela fosse como uma criança que não toma remédio, mas não é agradável. Embora pensar que com isso ela poderá melhorar rápido para voltar ao trabalho faz disso menos sofrido. Que drama... E ela ainda falou aquilo sobre o remédio, Yamapi deve pensar nela como uma criança...
"Tome essa água e o comprimido, vai te fazer sentir melhor." Yamapi interrompeu seus pensamentos entrando no quarto com os objetos ditos. Viu a garota toda coberta e riu. A cena estava engraçada.
Ele se aproximou e foi tirar o cobertor de Mayu, mas ela segurou.
"Mayu você está parecendo comigo quando não quero levantar da cama de manhã."
Nada aconteceu (que ele tenha visto) então completou: "Acho que é muita influência minha, será que tenho que criar distância?"
No mesmo segundo Mayu levantou brutalmente gritando "Eh? Não!" com uma reação de susto em seu rosto.
"É brincadeira, eu nunca farei isso." Encarou os olhos da mais nova e ela se sentiu perdida nos olhos pretos. Esses que diminuiram quando ele sorriu.
"Agora toma, você não vai mais se esconder debaixo do cobertor."
"Haaai." Mayu pegou o remédio e tomou.
Viu que Yamapi pegou o cobertor da cama e jogou em suas costas, segurando as pontas. Ela ficou o encarando e começou a rir, nem se lembrando de colocar a mão na boca para tampar.
Yamapi fingiu estar bravo, mas estava feliz por ter feito ela rir desse jeito, mesmo estando resfriada, estava brilhando.
"Você fica rindo de mim mas ficar assim é melhor que esconder pra não ter que tomar remédio." Fez um bico logo depois.

O sorriso de Mayu diminuiu. "Mas eu não escondi para não ter que tomar remédio..."
Yamapi ergueu as sobrancelhas, esperando ela continuar a falar.
Mas Mayu não queria falar que ela não queria parecer uma criança. Seu orgulho era muito maior. E só dizer isso a faria uma criança. Mas era Yamapi, então ela juntou a coragem que tinha.
"Eu odeio que você me ache..."
"Hm?" Yamapi tentou encorajar.
"... Infantil."
"Eh? Como EU posso achar alguém infantil Mayuyu? Você não é infantil, até porque precisa cuidar da minha infantilidade." Riu do que falou.
"Mas é você que está cuidando de mim Tomohisa."
"E eu vou cuidar sempre, por isso cuide de mim também." E mais um sorriso brilhante apareceu em seu rosto.
Cada palavra dita nessa frase tomou o coração de Mayuyu em surpresa e ela sentiu como se fosse explodir. Ele disse que iria ficar pra sempre com ela. Uma felicidade inexplicável tomou conta de seu corpo e ela não pôde controlá-lo, quando se levantou da posição que estava sentada e envolveu o corpo de Yamapi com seus braços, apertando forte.
Ele ficou surpreso e não sabia o que fazer, até que devolveu o abraço, acariciando os cabelos pretos da mais nova.
A última coisa que Mayu queria era largar desse abraço. Era a melhor coisa abraçar e segurar para si mesma a pessoa que amava. Então apertou o abraço e escondeu seu rosto no peito de Yamapi.
"Obrigada."
Até que seu estômago roncou e Yamapi gentilmente a afastou, com um sorriso. Quando a olhou, seu rosto a denunciou o quanto estava cansada por causa da gripe.
"Esqueci que fiz sopa, você está com fome."
Ela ficou com vergonha por seu estômago ter roncado, mas estava mesmo com fome.
"Sopa do Tomohisa? Será que é boa?" Ela estava com um grande sorriso. É claro que sabia que era boa. Já tinha comido algo feito por ele algumas vezes. Mas mesmo que não fosse, era do Tomohisa, então era melhor do que qualquer coisa.
"Claro que é boa! E eu sei que você iria comer de qualquer jeito." Estava com um sorriso brincalhão.
Deixou as bochechas de Mayu rosadas de novo.
Ele mostrou a língua a foi buscar a sopa. Que teria que esquentar, já que ficou tanto tempo esperando.
Mayu até que estava gostando de ficar resfriada, podia ter Tomohisa dando toda a atenção pra ela. É, não era nada mal. Estava sorrindo e se sentindo uma boba quando espirrou novamente.

Mayu estava olhando pensativa para a sopa na sua frente pouco tempo depois de Yamapi tê-la trazido.
"O que foi? Algo errado?"
Ele olhou para baixo, tentando achar os olhos de Mayu escondidos por sua franja.
"Tomohisa." Levantou a cabeça para olhá-lo.
"O que foi?" Falou gentilmente.
"Quando você ficar resfriado eu serei a primeira pessoa que você irá chamar." Ela queria afirmar, mas não conseguiu deixar de incluir um "né?"
Ele sorriu. Não sabia por que ela perguntou isso nesse momento, mas conhecia Mayu e o quanto o ama. "Claro que sim."
"Eu quero cuidar de você."
Yamapi sorriu. Ele sabia.
"Ainda mais porque eu quero a Mayuyu cuidando de mim vestida de enfermeira."
"Hentai."
"Agora come a sopa, se esquentar de novo pode sumir o seu gosto magnífico."
Mayu riu e tomou uma colher cheia. "Claro"

No dia seguinte Mayu acordou bem melhor, sentindo que seu resfriado tinha praticamente desaparecido. Sua mãe e irmã já tinham chegado de viagem se mostrando muito preocupadas. Yamapi tinha ido embora antes dela acordar, pois tinha trabalho. Se ele não fosse, sabia que ela iria o xingar muito.

Mas tentou se lembrar da sensação que sentia enquanto dormia. Não lembrava quando dormiu de tanto que estava cansada. Mas tinha quase certeza que era Tomohisa a abraçando.
Tags: drabble, mayupi, prompt
Subscribe

  • Prompt - Embarassed (OhnoShige)

    Title: So embarassed Fandom: NEWS e Arashi Personagens: OhnoShige (Ohno Satoshi/Shigeaki Kato) Gênero: fluffy, tentativa de comédia…

  • Stars and messages (fic)

    Title: Stars and messages Fandom: KAT-TUN Characters: KoKame (Kazuya Kamenashi/Koki Tanaka) Genre: fluffy Rating: PG Summary: Koki has a bad…

  • What he wanted the most (fic)

    Title: What he wanted the most Fandom: KAT-TUN Characters: Kotatsu (Ueda Tatsuya x Tanaka Koki) Genre: Romance, angst Rating: PG-13 Note: This…

  • Post a new comment

    Error

    Anonymous comments are disabled in this journal

    default userpic

    Your reply will be screened

    Your IP address will be recorded 

  • 2 comments